sim, precisamos

O ano é 2011. Eu sou uma adolescente usuária do tumblr e conheço as músicas “The A Team” e “Lego House” por meio de gifs dos clipes. Procuro saber quem está por trás das canções e descubro Ed Sheeran. Escuto seu CD de estreia “+” e gosto de todas as músicas, menos a pavorosa “You Need Me, I Don’t Need You”.

Quando revisito esse álbum com meus olhos (e ouvidos) atuais, sinto que no geral é legal, gostosinho de ouvir. Algumas faixas envelheceram bem e outras tornaram-se chatas. A detestável tentativa de rap de “You Need Me, I Don’t Need…


Quando eu era criança meu passatempo preferido era passar 10h diárias na frente de TV consumindo um entretenimento alienante bem quentinho. Essa fase mágica da minha vida me fez nutrir um amor imenso por desenhos animados até hoje.

Dotada de um senso crítico precoce e de uma memória infantil absurdamente boa, sempre me pego relembrando dos programas que assistia e julgando se realmente eram bons ou se o que sinto é apenas nostalgia. Por outro lado, também gosto de olhar pra trás e pensar “nossa aquilo realmente era um lixo, ou eu que não estava preparada para o conteúdo?”

Pensando…


Foto: Pilar Olivares/Reuters

Em que ponto da história a noção de masculinidade começou a ser construída? Afinal, o que é ser um homem masculino? É complexo responder, mas fácil observar, principalmente em um estádio de futebol. O brasileiro que rechaça o futebol, está ignorando uma das maiores manifestações culturais do país.

Quem nunca frequentou uma arquibancada perdeu uma chance valiosa de estudar o comportamento humano, o comportamento dos homens. Maioria nos estádios, na cobertura jornalística e nos gramados, eles revelam diversas faces de sua masculinidade por conta do esporte.

Sentados nas arquibancadas eles vibram, torcem, brigam, cantam, choram e abraçam. Os estádios são…


Qualquer semelhança NÃO é mera coincidência

Ryan Murphy é produtor, escritor, vencedor de 7 prêmios Emmy e 5 Globos de Ouro e uma das mentes criativas mais inquietas do mundo do entretenimento. Tem algo que ele não sabe fazer? Sim! O queridinho da Netflix não tem o poder de editar ideias.

Se você já assistiu alguma produção assinada por ele, sabe muito bem do que estou falando. American Horror Story é uma bagunça deliciosa em que cada temporada somos presenteados (as vezes ameaçados) com enredos, subenredos, reviravoltas, 100 personagens, 200 antagonistas e ocasionalmente desfechos não muito satisfatórios.

Gosto da série, mas não posso negar a salada…


Foto: Divulgação/Globo

Sou a favor de programas de entretenimento puro. Acho justo vermos coisas que não nos façam pensar por alguns minutos. Casa Kalimann, a nova empreitada do Globoplay, tenta seguir essa lógica. Tenta. Afinal, o que fez Rafa Kalimann para merecer um programa só seu?

Ao longo dos 27 minutos de Casa Kalimann senti um misto de emoções. O cenário beirando o infantil é um ataque aos olhos. Seria uma tentativa de Xou da Xuxa misturado com o Programa da Maísa? O conceito doméstico para mais um programa da emissora quando o já esquisito É de Casa existe também não me…


Nasci em 1998, ano de Copa do Mundo. Naquele ano não teve título, mas foi o início da história que eu e meu pai temos com o futebol. Ele, um eterno fissurado pelo esporte estava à procura de um companheiro para ver os jogos e eu uma futura amante da paixão brasileira estava nascendo.

Não lembro muito da Copa do Mundo de 2002, mas lembro muito bem de querer acordar de madrugada para ver jogos com meu pai. Mais do que ver a seleção, ver jogo com ele era o programa mais divertido que eu poderia querer. A partir de…


O que acontece quando não falamos de papéis gênero e o porquê precisamos falar deles urgentemente

Ao nascer a criança parece ter dois caminhos pré traçados a seguir: gostar de rosa ou de azul, brincar de boneca ou jogar bola, chorar ou ser “forte”. O que determina qual caminho é o certo é apenas um órgão, nada mais. Essa limitação imposta às crianças gera e gerou ao longo de tantos anos mulheres silenciadas e homens violentos.

Simone de Beauvoir já dizia em seu livro “O Segundo Sexo” que não se nasce mulher: torna-se. O papel de gênero designado ao nascimento…


O apartamento pequeno no centro da cidade de Curitiba combinava com a personalidade de Júlio César. Tímido, porém abarrotado de segredos. Ele havia sido uma incógnita para sua família desde o nascimento. Ninguém conseguia decifrar a personalidade do irmão do meio.

Já na entrada da pequena residência, um espelho pesado com bordas douradas cheias de rococós. O carpê velho cheirava a pó. A pequena sala, completamente tomada de móveis. Um sofá, duas poltronas, uma mesinha de centro, uma mesa com quatro cadeiras, um armário alto, uma estante de TV comprida e um biombo japonês. Além dos móveis, quadros, enfeites, abajures…


O canibalismo não é um tema novo no cinema. Seja em filmes de apocalipse zumbi ou no grotesco Holocausto Canibal esse é um fator de horror e choque usado com certa frequência em filmes de terror. Raw, filme franco-belga de 2016, conta a história de Justine (Garance Marillier), uma estudante vegetariana do primeiro ano do curso de medicina veterinária que após consumir rim cru de coelho em um ritual de iniciação da faculdade passa a ter desejos incontroláveis de comer carne, incluindo humana. Apesar da premissa, engana-se quem pensa que esse é apenas mais um filme de terror canibal.

A…


Demi Lovato já transitou por diversos gêneros musicais em seus trabalhos anteriores. A ânsia de encontrar uma identidade acabou resultando em discos confusos como o Unbroken (2011) que é uma mistura de pop, pop rock, R&B e eletrônica. Apesar do sucesso indiscutível, a ex estrela da Disney ainda tinha o desafio de produzir um material coeso.

“Tell me you love me” finalmente fez justiça ao talento da cantora. É um álbum bem amarrado, com canções fortes e letras que ficam na cabeça. De longe é o trabalho de estúdio mais maduro da ex Disney.

Demi mescla vocais sensuais, ás vezes…

Ana Clara Braga

Jornalista que ama música, sentimentos e cultura pop.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store